Na segunda-feira (07/11), representantes da empresa Neoenergia Elektro compareceram à sessão para responder a diversas críticas e dúvidas dos vereadores e da população mogimiriana a respeito do fornecimento de energia elétrica na cidade. O responsável pela iniciativa foi o Vereador Orivaldo Aparecido Magalhães (PSDB), que através do Requerimento nº 478/2022, solicitou a convocação do diretor da Elektro para prestar esclarecimentos sobre o serviço prestado. Também estiveram presentes os Secretários Oberdan Qualio Alves (Agricultura e Meio Ambiente) e Ernani Gragnannello (Serviços Municipais).

Inicialmente, o Vereador Magalhães explicou que a motivação do requerimento deveu-se a reclamações de moradores dos bairros Chácaras Sol Nascente, Chácaras São Francisco, Martim Francisco e Chácaras Planalto Bela Vista sobre a recorrente falta de energia, independente de como esteja o tempo. Reclamação confirmada pela presidente da associação dos moradores da região, Izildinha Pilli, também presente na sessão.

No entanto, Magalhães destacou que havia queixas em mais regiões da cidade. Ele também lembrou o compromisso acertado com a Elektro, em reunião anterior, sobre a poda das árvores. Dona Izildinha esclareceu que as podas haviam sido realizadas, mas reclamou da demora de dois meses para recolher os galhos.

Outras reclamações levantadas foram os prejuízos para o comércio e para a economia do município, assim como para as residências, ocasionados tanto pelas quedas de luz, quanto pelas constantes interrupções momentâneas da energia (“piscas”). O atendimento por telefone da Elektro também foi criticado.

 

Neoenergia Elektro

De acordo com André Fernandes, Representante Institucional da Neoenergia Elektro, as chuvas fortes ocorridas a partir de meados até o fim de outubro provocaram muitos estragos na rede elétrica da cidade, por exemplo, houve mais de 400 registros de vegetação na rede. Desse modo, o reparo desses estragos ocasionou o atraso de outros serviços.

André Fernandes também salientou a importância de medidas preventivas para evitar que as árvores atinjam a rede elétrica. Medidas como podas regulares e o plantio de árvores adequadas ao espaço urbano, árvores de pequeno porte que não cresçam até a altura dos fios de energia. Com isso, a chance de acontecerem interrupções na energia seria menor.

Fernandes também explicou que, em alguns casos, as interrupções acontecem por uma questão de segurança, como quando é preciso resolver um problema pontual, mas a região toda precisa ficar sem energia.

 

Secretaria do Meio Ambiente

O Secretário de Meio Ambiente, Oberdan Qualio, afirmou que a responsabilidade da retirada dos galhos nas podas realizadas pela Elektro é da própria empresa. Segundo Oberdan, nas podas programadas, a empresa tem 24 horas para retirar o material, enquanto nas podas emergenciais, 48 horas. “Isso é algo que eles terão que cumprir com mais rigor”, afirmou o secretário.

Oberdan Quaglio também explicou que sua equipe, com a ajuda da engenheira florestal Isabel Guardia, está elaborando um plano de manejo de arborização para o município. Uma das metas desse plano é oferecer treinamento e certificado para empresas e profissionais do ramo realizarem uma poda adequada.

 

Utilidade Pública

Para realizar a limpeza e manutenção da vegetação de seu jardim, sobretudo, das árvores nas calçadas, os munícipes devem entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura, para obter orientações e autorização. Mais informações pelo telefone da secretaria: (19) 3806-6050. Quando a vegetação estiver próxima da rede elétrica pública, os moradores devem também entrar em contato com a Elektro, pelo telefone: 0800 701 01 02.



Mais Notícias

Projeto de Lei sobre Serviço de Inspeção Municipal Sanitária e Industrial de Produtos de Origem Animal é aprovado

Ler a notícia

Orçamento de 2023 será votado, em segundo turno, na sessão ordinária desta segunda (28)

Ler a notícia