Na última sessão ordinária, nessa segunda (05), os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei nº 43, de 2023, de autoria do Vereador Luis Roberto Tavares (PL). A medida estabelece a Associação Beneficente Plante o bem sem olhar a quem como utilidade pública. O projeto agora será encaminhado para a sanção do Prefeito, Paulo de Oliveira e Silva (PDT). 

Em documentação anexada ao projeto, o autor explica que a associação foi criada com a intenção de auxiliar instituições de longa permanência para idosos, lares infantis, hospitais e famílias carentes. "O projeto também realiza ações durante o ano para levantar fundos, e todo valor arrecado é revertido de acordo com pesquisa feita previamente no lugar escolhido para receber o auxílio, assim, a doação é destinada para o que realmente se necessita no momento", informa o documento, acrescentando que esse trabalho é realizado com transparência, através da divulgação dos movimentos nas redes sociais.

A medida tem como base a Lei Municipal nº 3.810, de 2003

Durante a discussão do projeto, Tavares cumprimentou a primeira-tesoureira da associação, Alessandra Cristina Ferrari, presente no plenário, e contou como conheceu a entidade: "Eu conheci o trabalho da ONG quando estive no Lar Maria de Nazaré. De lá pra cá, a gente vem conversando para dar essa utilidade pública a esse Associação Beneficente Plante o bem sem olhar a quem. Eu admiro muito o trabalho de vocês (...), porque vocês ajudam as ONGs e entidades a caminhar, a preencher espaços às vezes onde as entidades não conseguem."

 



Mais Notícias

21ª Sessão Ordinária: Projeto da LDO 2025 será discutido e votado em primeiro turno

Ler a notícia

Audiência pública discute temas de saúde e o serviço da Avante Social nos Centros de Atenção Psicossocial

Ler a notícia