1ª. Sessão de Câmara

Em 1º. de abril de 1770, Mogi Mirim iniciava oficialmente sua história administrativa e política e a Câmara Municipal era instituída.

Seu primeiro juiz ordinário e presidente o Capitão Manoel Rodrigues de Araujo Belem e os demais membros depois de tomarem posse e prestarem juramento, já iniciaram os trabalhos nomeando Salvador Pires de Camargo o ofecial Alcayde (era subordinado diretamente ao juiz ordinário e exercia funções um pouco semelhadas com os oficiais de justiça posteriores e como encarregados de policiamento), e mandaram lavrar um edital para a limpeza, da então, villa de Saõ José de Mogi Mirim (veja: História de Mogi Mirim); também, nomearam dois Almotacês (era um antigo funcionário municipal que equivalia a um fiscal ou inspetor) os alferes Antonio Gracia Pinheyro para Mogi Mirim e José Bicudo Rocha para, na época, o arraial de Mogi Guaçu.

1ª. Seção de Câmara pelo artista plástico Tóride Sebastião Celegatti

1ª. Sessão de Câmara reprodução da obra do artista plástico mogimiriano Tóride Sebastião Celegatti

Estas informações estão registradas no Primeiro Livro de Atas da Câmara Municipal de Mogi Mirim, que teve sua transcrição realizada pelo saudoso professor mogimiriano Dr. Sérgio Romanello Campos em 2002.

Capa do 1º. Livro de Atas - 1770

Termo de Abertura - 1º. Livro de Atas - 1770

 

Ata da 1ª. Seção - 1º. Livro de Atas - 1770